Postado por:

Verrugas. Causas tipos e como tratar

medico examinando paciente

Saiba mais sobre o problema que surge na pele e formas de combater

 

O que são Verrugas?

As verrugas são pequenos caroços carnudos que crescem na pele ou na membrana mucosa e que geralmente não são dolorosos. São causadas pelo papiloma vírus e podem surgir em várias partes do corpo como mãos, rosto, pescoço, cabeça, pernas, genitais e ser de diversos tipos. 

Quase sempre elas são inofensivas, dependendo do tipo e lugar em que nascem elas podem desaparecer sozinhas enquanto que alguns tipos pedem acompanhamento médico e até pequenos procedimentos para retirar. 

Elas podem variar em relação a tamanho e formato de uma para outra e também quanto a sua textura, que podem ser de superfícies mais lisas até as mais rugosas.  

 

Tipos

pessoa cocando o braco verruga
As verrugas podem surgir em pessoas de todas as idades e em diversas partes do corpo.

As verrugas podem surgir em diversos tipos, como:  

Comum: São as verrugas comuns, de aspecto arredondado e áspero e costumam ter a mesma coloração da pele. Elas se desenvolvem principalmente nas áreas do corpo que sofrem maior atrito, como mãos, joelhos, cotovelos e dedos. Podem surgir em crianças e adultos e são benignas, ou seja, não podem levar a outras doenças; 

Plana: São verrugas de aspecto achatado e amarelado e costumam surgir na face, podendo ser múltiplas na maioria das vezes.  São benignas e podem atingir adultos e crianças; 

Plantar: Também conhecido como “olho de peixe”, esse tipo aparece nas solas ou plantas dos pés e muitas vezes são confundidas com calos. É uma verruga benigna e de aspecto  áspero e acinzentado. Costumam ser mais profundas e mais difíceis de tratar; 

Genital: Aparecem nas regiões genital, perianal, oral e na uretra e normalmente surgem associadas a DSTs. Esse tipo de verrugas é mais resistentes a tratamentos necessitando muitas vezes de acompanhamento médico. As verrugas genitais nem sempre são malignas, mas podem ser precursoras de tumores malignos como os do câncer de útero e câncer de pênis, por isso elas merecem atenção especial; 

Periungueal: Esse tipo costuma aparecer no entorno das unhas. São benignas e parecem muito com o aspecto das verrugas vulgares ou comuns; 

Subungual: Esse tipo costuma surgir embaixo das unhas e podem ficar escondidas visualmente por conta do uso de de esmaltes, principalmente os escuros. Elas fazem as unhas crescerem tortas ou com ondulações. São verrugas benignas e têm o aspecto das verrugas vulgares ou comuns;  

Filiforme: São verrugas mais fininhas, parecidas com um fio ou uma cobrinha e podem se manifestar em qualquer parte do corpo, principalmente na face, pescoço e pálpebras. Esse tipo é benigno e costumam ser comuns em pessoas mais velhas ou que tem imunidade baixa. 

 

Causas e formas de transmissão 

medica examinando costas da paciente procurando verruga
É muito importante procurar um médico para fazer o diagnóstico das verrugas.

As verrugas podem surgir por diferentes causas. Elas são causadas pelo Papiloma Vírus Humano – conhecido popularmente como HPV, que infecta a camada superior da pele. Elas podem se manifestar mais facilmente quando a pessoa apresenta alguma lesão ou corte na pele. Por isso é comum se manifestarem em crianças. 

Elas também costumam surgir em áreas do corpo em que as pessoas costumam depilar, como no rosto (em caso de homens que se barbeiam), nas pernas (no caso de mulheres que depilam as pernas. 

Elas também podem ser transmitidas durante o ato sexual desprotegido, provocando verrugas na vulva e no útero (no caso das mulheres) e no pênis (no caso dos homens). Esse é um tipo bastante perigoso, pois pode levar ao câncer se não for tratado. 

É importante saber que uma pessoa não se torna imune a verrugas se ela já apresentou alguma vez. Por isso, é possível ocorrer reinfecção. 

 

Verrugas são contagiosas? 

Como são causadas por vírus, a verrugas podem sim ser transmitidas de uma pessoa para a outra, principalmente por meio do toque, num processo chamado de auto inoculação, o que pode ocorrer principalmente em banheiros compartilhados de academias, piscinas e clubes.

 

Fatores de risco

Pessoas de todas as idades estão sujeitas a apresentar verrugas eventualmente. Alguns comportamentos podem facilitar o aparecimento delas, como: 

  • Crianças ou pré-adolescentes, que costumam sofrer mais lesões na pele do que pessoas adultas; 
  • Pessoas que roem unhas das mãos; 
  • Pessoas com sistema imunológico debilitado, como portadores do vírus HIV ou de doenças autoimunes.

 

Sintomas de Verrugas

A maioria das verrugas costumam crescer com uma superfície áspera, podendo ser arredondadas ou ovaladas. Outros sintomas podem aparecer como:

mulher cocando o braco

As verrugas podem ser de várias formas e tipos, benignas ou levar a outras doenças. 

  • O local em que a verruga está pode ficar mais claro ou mais escuro que o resto da pele;  
  • Raramente, verrugas são muito escuras; 
  • Algumas verrugas têm superfícies achatadas ou lisas; 
  • Algumas verrugas podem provocar dor.

 

Os diferentes tipos de verrugas incluem:

  • Comum – surgem com mais frequência nas mãos, mas podem crescer em qualquer lugar. Não costumam ser dolorosas; 
  • Achatada – geralmente surgem no rosto ou na testa. São comuns em crianças, menos comuns em adolescentes e raras em adultos; 
  • Genital (condiloma) – normalmente surgem na região pubiana e entre as coxas. Podem também aparecer dentro da vagina ou no canal anal. Geralmente não provocam dores no início, mas depois podem causas incômodos; 
  • Plantar – surgem nas solas dos pés e podem ser muito dolorosas. Quando ocorre um número grande destas verrugas nos pés, pode causar problemas para andar ou correr.
  • Subungual e periunguea – aparecem sob ou em torno das unhas dos pés e das mãos.

 

Quando buscar ajuda médica

As verrugas geralmente não são consideradas urgência médica, pois não são formadas por células cancerosas. Ainda assim, é importante que elas sejam olhadas com atenção e tratadas, pois se não houver tratamento elas podem se espalhar pelo corpo e dificultar a cura.  

medico examinando braco de paciente
As verrugas podem regredir e muitas vezes precisar de atendimento médico.

 

As verrugas podem regredir espontaneamente, mas esse processo pode demorar e por isso elas precisam ser tratadas para evitar que o portador da verruga possa infectar outras pessoas e para que ele mesmo possa voltar para as suas atividades normais. 

Dependendo do tipo, tamanho e local em que surgem, as verrugas podem causar incômodo estético. Por causa disso, algumas pessoas podem optar por fazer um procedimento cirúrgico para retirá-las. 

Nos casos em que as verrugas estejam localizadas em parte do corpo que sofra pressão, como nas solas dos pés, por exemplo, as verrugas podem doer e coçar. Nesses casos os médicos costumam recomendar uma rápida cirurgia, com aplicação de ácidos no local, cauterização ou aplicação de nitrogênio líquido ou neve carbônica, estes dois últimos procedimentos congelam a verruga, destruindo-a. 

Entre as especialidades médicas que podem diagnosticar uma verruga e tratá-lá, estão:

  • Clínica médica
  • Dermatologia
  • Infectologia
  • Urologia
  • Ginecologia
  • Pediatria (Em casos de crianças) 

Encontre aqui um médico de maneira rápida e fácil para fazer o tratamento de verrugas. 

A maioria das verrugas não precisa de tratamento ou removê-las cirurgicamente. Se você tem verrugas que são dolorosas, coçam e que se estão se espalhando facilmente pelo corpo, ou se você simplesmente está incomodado com a presença e aparência delas, procure um médico para saber as possibilidades de tratamento e remoção. 

 

Tratamento de Verrugas

pessoa passando pomada na mao verruga
O tratamento para verrugas varia do tipo e local onde se encontra.

 

O tratamento depende do tipo de verrugas, local onde se manifesta e idade do paciente. Alguns são feitos no próprio consultório do médico com anestesia local ou também com a aplicação de ácidos no local.  

Há inúmeras técnicas para a retirada de verrugas, entre elas estão: 

  • Raspagem acompanhada de eletrocauterização; 
  • Eletrocauterização;  
  • Laser, em especial o ablativo; 
  • Crioterapia (congelamento da verruga com nitrogênio líquido); 
  • Ácidos; 
  • Infiltrações intralesionais com quimioterápicos como bleoxane e nutotrexate.  

 

Cuidados 

mulher enrolada em uma toalha olhando para a verruga no ombro
Ao notar uma verruga, procure um médico e não tente tirá-la por conta própria.

 

Ao notar uma verruga de qualquer tipo das descritas acima, a primeira coisa recomendada a fazer é procurar um dermatologista para fazer um diagnóstico preciso. 

 

No caso das verrugas anogenitais, tanto o ginecologista (no caso da mulher) quanto o urologista (no caso dos homens) podem examinar e prosseguir com o tratamento necessário de acordo com o tipo de verruga diagnosticada.

Além disso, é recomendado remover a verruga, independentemente de ser benigna ou potencialmente maligna. Mas por serem virais podem tanto se espalhar pelo corpo quanto contaminar outras pessoas. 

Jamais manipule a lesão e tente removê-la por conta própria e sem orientação médica. Não devem ser utilizados alicates ou outros instrumentos para cortá-las, pois isso pode causar uma infecção no local. 

Caso você tenha verrugas, o ideal é lavar a região no banho e aplicar um curativo (como o micropore) sobre as lesões para evitar que tocar nas mesmas cause inoculação em outros locais do corpo ou transmita para outras pessoas.  

 

Agora que você já sabe mais sobre verrugas, suas causas e tipos é sempre importante lembrar dessas dicas na hora que notar alguma no seu corpo. Procurar um médico e fazer um diagnóstico é muito importante para descobrir o tipo e tratá-la para que você tenha mais qualidade de vida, bem-estar e manter uma pele saudável.  

 

Se você leu o artigo sobre verrugas e deseja procurar um médico, na Cia. da Consulta você pode agendar de forma rápida e prática para cuidar da sua saúde com todo o conforto, rapidez e bem-estar. Repense a sua saúde

Compartilhe esse texto para que mais pessoas possam conhecer sobre o tema. Veja também mais textos com dicas de saúde para melhorar a sua saúde, leia aqui: 

 

Tosse. Sintomas, causas e tratamento

Intolerância a Lactose. Entenda o que é 

Meningite. Sintomas, causas e tratamento