Carregando
Carregando conteúdo
[contact-form-7 404 "Not Found"]

Soluço. O que é, causa e como parar.

Data

23 ● maio ● 2019
Saúde de A a Z

Soluço. O que é, causa e como parar.
Avalie este post!

Saiba mais sobre esse movimento que atinge o corpo e é bastante incômodo.

 

Soluço? Todo mundo já teve aquela sensação incômoda que você não consegue controlar e provoca algumas sensações no corpo. Pode surgir independente da idade ou situação, em momentos inesperados ou após algumas situações corriqueiras e se você sempre se pergunta como surge o soluço, o que causa e quais as formas de parar, esse texto vai ajudar a tirar as suas dúvidas e trazer outras dicas para cuidar da sua saúde.

 

Boa leitura!

O que é Soluço?

Chamamos soluço a um movimento não intencional, também conhecido como “espasmo”  do diafragma, músculo que fica na base dos pulmões e está relacionado diretamente com a respiração. Esse espasmo acontece devido a um fechamento rápido da glote, prejudicando a passagem de ar para os pulmões e, assim, produzindo o movimento e som característico.

 

O soluço não é uma doença, mas uma condição que pode atingir pessoas de todas as idades e em diferentes situações. Os bebês estão mais sujeitos a ter crises de soluço com muita frequência devido não terem seu sistema nervoso ainda totalmente formados para atuar adequadamente no diafragma.  

Porque o soluço acontece  

É um movimento involuntário do corpo que provoca inspirações rápidas e repentinas e pode acontecer após algumas situações como depois de uma pessoa comer muito ou muito rápido, o que acaba provocando a dilatação do estômago, que irrita o diafragma, que está por cima, levando-o a contrair de forma repetida.

 

O soluço também pode surgir devido a um desequilíbrio na transmissão dos sinais nervosos do cérebro e, é por isso, que pode acontecer durante situações onde uma pessoa tem muito estresse emocional ou durante alterações bruscas da temperatura, por exemplo.

Causas do soluço

O tabagismo é um dos fatores que provocam o soluço.


Pode ter diferentes causas e apesar de serem desagradáveis e incômodas, as crises são passageiras e não necessitam de tratamento. Em outros casos, no entanto, o soluço pode ser sinal de um problema de saúde que precisa ser tratado, como por exemplo:

 

  • Distensão gástrica após ingerir bebidas com gás, principalmente refrigerante;-
  • Comer um grande volume de comida;
  • Mudanças súbitas de temperatura de alimentos ingeridos ou da pele;
  • Ingerir bebidas alcoólicas em excesso;
  • Dar gargalhadas;
  • Deglutição de ar;
  • Reflexo de uma cirurgia abdominal;
  • Sinal de doença ou desordem que irrita os nervos que controlam o diafragma (como a pleurisia ou pneumonia);
  • Ingerir bebidas ou alimentos quentes ou muito condimentados;
  • Respirar alguns vapores químicos que podem provocar danos ao sistema respiratório;
  • Acidente Vascular Cerebral (AVC);
  • Tumor cerebral;
  • Tabagismo;
  • Passar por crises de estresse e ansiedade;  

 

Algumas situações de soluços persistentes ou recorrentes já foram relacionadas a algumas causas possíveis, entre elas muitos problemas relacionados ao sistema nervoso, ao metabolismo e a outros fatores ambientais e emocionais.

Nesses casos, é importante que a pessoa procure ajuda médica para identificar a origem do problema.

 

Em bebês recém nascidos ou, até mesmo, que ainda estejam dentro do útero materno, o soluço pode ser causado porque o diafragma e músculos respiratórios ainda estão se desenvolvendo. Pode ser muito comum também devido ao refluxo após início da amamentação. Nestes casos, é recomendado dar de mamar para a criança ou, se já estiver de estômago cheio, colocar o bebê de pé para arrotar.

Fatores de risco

Os bebês costumam ter mais soluços por ainda não ter o sistema nervoso totalmente formado.

Alguns hábitos que são prejudiciais à saúde, como fumar, ingerir grandes quantidades de álcool, falar enquanto come e ingerir grande quantidade de comida são fatores que estão diretamente relacionados à ocorrência de uma crise de soluços.

 

Os bebês são a faixa etária que tem soluços recorrentes. Isso ocorre devido o sistema nervoso não estar totalmente desenvolvido, não atuando adequadamente sobre o diafragma. O que faz com que os pequenos tenham soluços frequentemente.  

Quando o soluço pode ser preocupante?  

Ter soluço não é um problema de saúde e também não representa uma emergência médica. Mas é importante observar que caso as crises sejam muito recorrentes, e principalmente, persistentes é recomendado buscar ajuda médica para descobrir as causas exatas do soluço.

 

O soluço é um mecanismo quase que inofensivo e desaparece sozinho, mas algumas situações e recorrências podem indicar um problema de saúde. Por isso é importante consultar um médico se os soluços:

 

  • Quando levam mais de 2 dias para desaparecer;
  • Provocam dificuldades para pegar no sono;
  • Dificultam a fala ou causam cansaço excessivo;

 

Se isso acontecer é importante consultar um médico, pois isso pode estar sendo causado por alterações cerebrais ou de algum órgão da região torácica, como fígado ou estômago, e, por isso, é importante fazer exames para descobrir a origem e iniciar o tratamento adequado.


Entre os especialistas que você pode procurar estão:  

Clínico geral
Pneumologista
Neurologista
Otorrinolaringologista
Gastroenterologista

Além disso, se necessário, o médico pode receitar um remédio para tratar o soluço de forma mais intensa.  

Como parar o soluço

Tomar água é uma das formas de fazer passar o soluço de forma mais rápida.

Ficar com soluço é bastante incômodo e sempre fica aquela dúvida do que fazer para ele passar o quanto antes. Algumas dicas que estimulam os nervos e músculos da região tórax podem ajudar a passar o soluço, entre elas estão:

 

  • Tomar um copo de água gelada, ou chupar gelo, isso estimula os nervos do tórax;

 

  • Prender a respiração o máximo que conseguir ou respirar dentro de um saco de papel. Isso ajuda a aumentar os níveis de CO2 no sangue, e estimula o sistema nervoso;

 

  • Respirar de forma profunda e lentamente, isso ajuda a esticar o diafragma e os músculos da respiração;

 

  • Tomar um susto ou rir bastante, isso libera adrenalina que interfere no funcionamento cerebral e estimula os nervos musculares;

 

  • Tomar um pouco de água com o tronco inclinado para frente ou de cabeça para baixo, isso relaxa o diafragma e pode contribuir para a melhora;

 

  • Tapar o nariz fazendo força para soltar o ar e contrair o tórax ao mesmo tempo, outra forma de estimular os nervos do tórax;

 

  • Comer uma colher de açúcar, mel, limão, gengibre ou vinagre, essas são substâncias que estimulam as papilas gustativas, sobrecarregam os nervos da boca e fazem o cérebro se ocupar com outros estímulos, fazendo relaxar o diafragma e o soluço melhorar;

 

Além disso, para que o soluço seja parado de forma eficaz e definitiva, é necessário eliminar a sua causa, que pode ser a dilatação do estômago devido a pessoa comer muito ou rápido demais, ingerir bebidas alcoólicas ou ter refluxo também podem contribuir para o soluço.


Como parar o soluço persistente

O soluço persistente ou crônico é aquele que pode durar mais de 2 dias, e, nestes casos, é recomendado consultar um médico para que sejam investigadas as possíveis causas e porque esse soluço não para. Entre as causas para isso podem estar infecções, inflamações ou doenças gastrointestinais, por exemplo, e é necessário tratá-las corretamente.

Conclusão

O soluço pode atingir pessoas de todas as idades e em diversos momentos.

​O soluço é uma contração involuntária do diafragma e dos músculos intercostais. Quando inicia o movimento de contração, dá origem a uma inspiração súbita e termina com o fechamento abrupto da glote, o que gera um som característico e um incômodo para a pessoa e em quem está próximo.

 

O soluço possui uma frequência média de quatro espasmos por minuto, sendo na maioria das vezes inofensivo e desaparece espontaneamente em alguns minutos. Porém em alguns casos mais raros eles podem durar até dois dias, o que pode ser indicativo de algum problema de saúde que precisa ser tratado.

 

Geralmente não se necessita de ajuda médica para o soluço, apenas em casos raros. Algumas dicas ajudam a melhorar o soluço de forma mais rápida como tomar água, prender a respiração por alguns segundos, entre outros.   

Se você tem tido soluços constantemente e acha importante consultar um médico, na Cia. da Consulta você pode agendar com um médico de forma rápida e prática e pode cuidar da sua saúde com todo o conforto, rapidez e bem-estar.  

Compartilhe esse artigo e ajude as pessoas a saberem mais sobre soluços. Veja também mais textos com dicas de saúde para aumentar a sua qualidade de vida e melhorar a sua saúde, leia aqui:


Dores nas pernas. O que pode ser?

Otite. Sintomas, causas e tratamentos


Gravidez. Da fecundação ao parto