Postado por:

Hiperêmese gravídica: O que é, sintomas e tratamento

Conheça mais o problema que causa enjoos e vômitos em excesso nas grávidas 

 

Entre as alterações que a gravidez provoca na vida da mulher estão os enjoos, sintoma comum devido às diversas mudanças hormonais. Esse quadro de enjoos normais, é chamado de êmese gravídica que é uma alteração natural que pode atingir muitas grávidas. No entanto, quando há excesso desses enjoos acompanhados de náuseas e vômitos frequentes que passam a alterar o bem-estar da gestante impedindo a sua alimentação e interrompendo atividades rotineiras, pode ser sinal de hiperêmese gravídica

 

O ginecologista e obstetra da Cia. da Consulta, Yuri Nehrer, explicou em entrevista sobre esse problema raro que atinge as grávidas, entre elas algumas famosas como Tatá Werneck, Fernanda Lima e a princesa Kate Middleton. E aqui você vai saber de forma mais aprofundada o que é, sintomas, causas e como tratar para ter uma boa gravidez. 

 

O que é Hiperêmese gravídica?  

A maioria das grávidas passa por quadros de êmese gravídica, que é a presença de enjoos e vômitos na gravidez. Isso é uma alteração fisiológica natural no período da gestação devido, principalmente, às mudanças hormonais no corpo da mulher, mas que pode ser controlado através de uma dieta saudável e alimentação fracionada. 

 

Quando essa situação de enjoos normal passa a aumentar e também causar náuseas e vômitos frequentes, que fazem com que a grávida não consiga realizar uma alimentação mínima sem vomitar, além de apresentar muito mal-estar que atrapalham a sua rotina, isso é a hiperêmese gravídica. 

 

Nesse caso, a grávida pode apresentar desidratação, queda da pressão arterial, taquicardia, além de sensação de fraqueza, boca seca e emagrecimento. Em raros casos esse problema afeta o desenvolvimento do bebê. Porém, se houver desnutrição materna grave isso pode resultar em baixo peso do bebê ou parto prematuro

 

A ênese e a hiperêmese podem ocorrer de forma mais frequente no primeiro trimestre de gestação, porém, dependendo da gravidade podem durar até 20 semanas. A hiperêmese é uma condição rara e segundo um artigo do médico Dráuzio Varela, o problema ocorre em cerca de 0,3% a 1,0% das gestações. 

Causas 

hiperemese mulher gravida com as maos na barriga
O aumento do hormônio HCG deixa a mulher suscetível a ter hiperêmese gravídica.

A hiperêmese e a êmese são causadas pelo hormônio HCG, produzido pela placenta durante a gestação, que vem a provocar os vômitos. Devido aos altos níveis desse hormônio, as mulheres grávidas ficam mais suscetíveis a desenvolver hiperêmese, assim como grávidas de gêmeos, que possuem a placenta em tamanho maior e passam a produzir mais hormônios. 

 

É importante que se saiba que uma gestante com níveis normais de HCG pode ter hiperêmese, assim como uma que esteja com altos níveis do hormônio, pode não desenvolver o problema. Isso não caracteriza uma relação direta da quantidade de hormônios com a doença. 

 

O desenvolvimento de hiperêmese gravídica também pode estar relacionado com algum distúrbio psicológico que a mulher venha a ter, como depressão ou em casos de estresse por uma gravidez indesejada.  

Sintomas 

hiperemese mulher com as maos na cabeca
Náuseas e vômitos frequentes são os principais sintomas da hiperêmese gravídica.

O principal sintoma que pode caracterizar o problema, é quando a grávida tem enjoos em excesso e passa a vomitar tudo o que come. 

 

Mais de três episódios de vômito por dia e surtos de náusea em intervalos menores de seis horas são indicativos do problema. A partir disso, outros sintomas também podem ser característicos, como:

 

  • Emagrecimento (o ganho de peso durante a gravidez fica abaixo dos sete quilos) 
  • Sensação de fraqueza constante
  • Mal-estar
  • Boca seca
  • Queda de pressão arterial
  • Taquicardia

 

Devido aos enjoos e vômitos frequentes, é possível que as gestantes passem a consumir uma quantidade de alimentos que não é suficiente para fornecer energia necessária ao corpo. Com isso, o corpo passa a quebrar as gorduras, resultando em um acúmulo de resíduos de produtos que são chamados de cetose

A cetose pode causar sintomas como: fadiga, mau hálito, tontura e outros sintomas.

A desidratação também é um sintoma recorrente nas mulheres com hiperêmese gravídica. Devido aos vômitos, elas passam a ficar muito desidratadas prejudicando o equilíbrio eletrolítico, que é a manutenção e ganho de sódio, potássio, cloro e outros minerais necessários para manter o funcionamento normal do organismo. 

Outro fator que o problema pode provocar, é fazer com que a glândula tireoide fique levemente e temporariamente hiperativa, o que leva ao quadro clínico de hipertireoidismo

Médico e paciente devem acompanhar juntos a evolução dos sintomas, com o intuito de detectar quando eles caracterizam um quadro de hiperêmese.  

Quanto tempo dura a Hiperemese gravídica? 

Esse problema ocorre mais comumente nos 3 primeiros meses da gestação e raramente continua após o período de 16 a 18 semanas. Caso isso ocorra, pode indicar um quadro mais grave, vindo a danificar gravemente o fígado, causando icterícia e a degeneração do tecido do fígado. Se isso ocorrer, as gestantes podem ter desidratação grave e confusão mental

Quando buscar ajuda médica 

hiperemese medica conversando com mulher gravida sentada na maca do consultorio
Fazer um pré-natal é muito importante para acompanhar a saúde durante a gravidez.

Se a grávida sente muito enjoo e percebe que esse quadro não melhora mesmo com o uso de medicamentos frequentes e quando também os vômitos constantes não passam, é muito importante consultar um médico obstetra, de preferência o que esteja acompanhando a sua gestação e fazendo os exames e avaliações de pré-natal. 

Diagnóstico

A partir do momento em que a gestante relata os sintomas, o médico irá fazer uma análise clínica do seu quadro de saúde e solicitar exames de sangue e urina para constatar se está havendo desequilíbrio eletrolítico (perda excessiva de sódio, potássio, cloro e outros minerais), bastante comum em casos de desidratação. 

 

O médico também pode solicitar outros exames para descartar possíveis doenças que também tem o vômito frequente como sintoma, como problemas na vesícula e até mesmo alguns tipos de câncer. Tudo dependerá do histórico e frequência de sintomas da gestante. 

Tratamento 

Não existe um tratamento específico para esse caso. Quando a hiperêmese gravídica é confirmada, a princípio não é recomendado administrar nada por via oral para a mulher, tanto alimentos como remédios, visto que a grávida não consegue se alimentar sem vomitar. 

 

A recomendação é que ela receba soro (que contém glicose, eletrólitos e vitaminas) na veia e faça um jejum absoluto para o acompanhamento médico. Se os vômitos frequentes persistirem, é recomendado internar a gestante para continuar a receber soro e medicações na veia para aliviar as náuseas.  

hiperemese mulher na cama pegando um copo de agua com uma das maos na cabeca
O tratamento pode precisar de um jejum, pois a mulher costuma vomitar tudo o que come.

Após essa hidratação e redução dos vômitos, a gestante começa a receber líquidos para beber e se esses líquidos forem bem tolerados, ela passa a comer pequenas quantidades de alimentos leves, tendo as porções aumentadas à medida que ela consiga comer sem ter vômitos frequentes. Se os sintomas forem recorrentes, o tratamento é repetido. 

Caso esse quadro não mude, isso passa a ser grave e é possível que a mulher precise se alimentar por um período somente por via intravenosa ou por meio de uma sonda, que é inserida pelo nariz, passa pela garganta e chega ao intestino delgado pelo tempo necessário. Esse tipo de tratamento é evitado e só deve ocorrer quando nenhum outro funcionar. 

Se apesar do tratamento os sintomas continuarem e vierem a provocar perda de peso contínua, icterícia e alteração na frequência cardíaca, a vida da gestante pode estar em risco. Nesses casos, uma opção é interromper a gestação e isso é uma decisão bastante difícil que deve ser conversada entre os pais e o médico. 

Possíveis complicações 

As complicações mais graves podem vir a ocorrer se após todas as tentativas de tratamento a mulher permanecer com os sintomas, principalmente desequilíbrio hidroeletrolítico e desidratação. Isso pode colocar em risco a vida da gestante e levar ao nascimento prematuro e com baixo peso do bebê. 

Prevenção 

Não existem indicações específicas que possam prevenir a hiperêmese gravídica, já que isso depende da sensibilidade de cada organismo em relação às alterações hormonais. Durante as consultas de pré-natal, o médico faz algumas recomendações importantes a serem seguidas, como:

 

  • Fazer uma dieta leve com alimentos saudáveis;
  • Se alimentar com pequenas porções em menores intervalos de tempo; 
  • Não comer grandes porções e evitar longos períodos de jejum;
  • Evitar alimentos gordurosos, processados e condimentados; 
  • Evitar situações de estresse e que possam causar desequilíbrio emocional. 

 

Esse problema pode causar grandes períodos de estresse, preocupação e sentimentos ruins para a gestante e também aos familiares que se preocupam com a saúde da grávida e do bebê. Por isso, é recomendado que haja apoio da família e pessoas próximas e em caso mais extremos procurar ajuda de um psicólogo. 

hiperemese mulher com as maos na barriga
É importante dar atenção aos sintomas iniciais para evitar maiores complicações.

 

Pronto, agora você já sabe que a hiperêmese gravídica é uma náusea extremamente forte e com quadros de vômitos constantes durante a gestação, além de outros sintomas que podem colocar em risco a vida da gestante e o nascimento prematuro do bebê.  

Dê atenção aos sintomas caso esteja gestante ou acompanhando alguém que está grávida. O recomendado é fazer o pré-natal desde o início da gravidez para que um médico ginecologista e obstetra possa acompanhar a gestação e evitar complicações durante esse período tão importante na vida da mulher

Se após ler esse artigo você deseja tirar mais dúvidas sobre esse problema que muitas pessoas desconhecem, consulte um médico. Na Cia. da Consulta você pode agendar de forma rápida, prática e fazer consultas e exames em um só lugar com todo o conforto e bem-estar. 


Compartilhe esse artigo e ajude as pessoas a saberem mais sobre hiperêmese gravídica. Veja também mais textos com dicas de saúde e cuidados durante a gestação, leia aqui: 

 

Primeiros sintomas de gravidez. Tire todas as suas dúvidas. 

Teste de gravidez. Como funciona e quando fazer. 

Exames Ginecológicos. Guia completo de exames