Compartilhar, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Postado por:

O que é a Doença de Addison e como tratar

Saiba mais sobre as doença que deixa de produzir hormônios.

 

Doença de Addison é uma condição que ocorre quando as glândulas suprarrenais (também chamadas de glândulas adrenais) não tem capacidade de produzir quantidades suficientes de seus hormônios. Também pode ser chamada de Insuficiência adrenal ou Hipofunção adrenocortical.

A doença foi descrita pela primeira vez em 1849 pelo médico inglês Thomas Addison e por isso ganhou esse nome.

 

Aqui você vai conhecer melhor a doença, seus sintomas, causas e formas de tratamento.

 

Boa leitura!

Causas da Doença de Addison

A doença começa nas glândulas adrenais, que ficam logo acima dos rins e se dividem em duas partes: o córtex e a medula. Cada uma dessas glândulas produz hormônios diferentes, o córtex produz corticosteroides como o cortisol e a medula produz catecolaminas, como a adrenalina. Ambos são hormônios produzidos em resposta ao estresse.

As glândulas suprarrenais também secretam a aldosterona, hormônio que está diretamente envolvido no equilíbrio entre sódio e potássio presentes no plasma sanguíneo para estimular as proteínas e gorduras se converterem em glicose fazendo reduzir ao mesmo tempo a busca de glicose pelas células, o que aumenta a utilização de gordura pelo corpo.

A partir disso, a Doença de Addison pode ocorrer por dois grandes motivos distintos, podendo ser classificada de insuficiência adrenal primária e insuficiência adrenal secundária.


Insuficiência adrenal primária

Este tipo ocorre quando o córtex das glândulas suprarrenais sofre algum tipo de dano, impossibilitando a produção adequada de hormônios para o corpo.

Isso ocorre devido a um problema autoimune, onde as células de defesa do organismo passam a enxergar o córtex adrenal como um agente invasor e passam a atacá-lo, prejudicando as suas funções no organismo.

 

Mas existem outros motivos que podem provocar a insuficiência adrenal primária, como:

  • Ter tuberculose;
  • Quando ocorrem infecções das glândulas suprarrenais, causadas pelo HIV e fungos;
  • Algum câncer que se propague nas glândulas;
  • Sangramento das glândulas;
  • Uso de medicamentos anticoagulantes.

Insuficiência adrenal secundária

A Doença de Addison também pode ocorrer quando há um problema na chamada glândula pituitária, que é a responsável pela produção do hormônio adrenocorticotrófico (ACTH), que estimula o córtex adrenal a produzir seus hormônios.

Essa produção inadequada ou insuficiente de ACTH pode levar a uma queda na produção de hormônios que são normalmente produzidos pelas glândulas suprarrenais, apesar de estas não estarem sendo danificadas por nenhum motivo aparente.

Outra causa comum para este tipo de insuficiência adrenal é quando há interrupção abrupta do uso de medicamentos corticoides – bastante comum em pessoas que estão tratando algumas doenças crônicas, como esclerose múltipla e asma.

Fatores de risco

Os fatores considerados de risco para Doença de Addison incluem algumas doenças específicas, como:

  • AIDS
  • Diabetes
  • Anemia Perniciosa
  • Vitiligo
  • Tireoidite Crônica
  • Hipoparatireoidismo
  • Dermatite herpetiforme
  • Disfunção Testicular
  • Miastenia grave
  • Hipopituitarismo

Sintomas de Doença de Addison

doenca de addison mulher segurando um tufo de cabelo
A perda de pelos sem uma condição aparente é um dos sintomas da doença.

Uma pessoa que tem Addison geralmente começa a desenvolver os sintomas lentamente, pois eles começam a surgir ao longo de vários meses e entre esses sintomas estão:

  • Fraqueza muscular
  • Fadiga
  • Perda de peso
  • Diminuição do apetite
  • Escurecimento da pele (hiperpigmentação)
  • Pressão arterial baixa (incluindo desmaio)
  • Desejo por consumir sal
  • Hipoglicemia (baixos níveis de açúcar no sangue)
  • Náuseas e vômitos
  • Diarreia
  • Dor muscular
  • Dor nas articulações
  • Irritabilidade
  • Depressão
  • Perda de pelos no corpo
  • Disfunção sexual em mulheres.

Alguns sinais e sintomas da doença podem aparecer de repente e sem aviso – o que já passa a configurar um caso de insuficiência suprarrenal aguda. Nesses casos, os sinais e sintomas podem incluir:

  • Dor na parte inferior das costas, abdômen ou pernas
  • Vômitos e diarreia severa e consequente desidratação
  • Pressão arterial baixa
  • Perda de consciência
  • Hipercalemia (altas quantidades de potássio no sangue).

Quando buscar um médico

É importante buscar ajuda médica se você começar a manifestar alguns sinais e sintomas como:

  • Hiperpigmentação da pele
  • Fadiga severa
  • Perda de peso não intencional
  • Problemas gastrointestinais, como náuseas, vômitos e dor abdominal
  • Tontura ou desmaios
  • Necessidade de ingerir sal
  • Dores musculares e nas articulações.


Alguns sintomas da doença de Addison também são comuns a outros problemas de saúde. Por isso, só um médico pode identificar se a causa dos seus sintomas é a doença de Addison ou alguma outra doença que precise ser tratada de forma diferente.


Especialistas que podem diagnosticar a Doença de Addison são:

Aqui você pode agendar um especialista de forma rápida para cuidar da sua saúde.

Diagnóstico

doenca de addison mulher com as maos na cabeca com cara de estressada
A partir de alguns sintomas é possível diagnosticar a doença de Addison.

Para ter um diagnóstico preciso da doença, é comum o médico fazer uma série de perguntas sobre o seu histórico clínico e sobre seus sinais e sintomas. A partir das respostas, ele pode solicitar alguns testes para confirmar, como:

 

  • Exame de sangue;
  • Teste de estimulação do ACTH, que envolve a medição do nível de cortisol no sangue antes e depois de uma injeção de ACTH sintético;
  • Teste hipoglicêmico induzido por insulina, geralmente recomendado para um possível diagnóstico de insuficiência adrenal secundária;
  • Exames de imagem, como tomografia computadorizada e ressonância magnética.

Tratamento

O tratamento é feito basicamente com uma terapia de reposição hormonal para corrigir a quantidade de hormônios que o corpo do paciente não está produzindo.

O tratamento também inclui outras opções que ajudam a melhorar os sintomas, mas o paciente terá que fazer esse tratamento por toda a vida. As opções de tratamento incluem:

  • Tomar corticosteroides orais;
  • Fazer uso de injeções de corticoide;
  • Fazer terapia de reposição de  andrógeno.

Medicamentos para Doença de Addison

Alguns medicamentos são usados no tratamento de alguns sintomas da doença de Addison, mas é importante que só sejam usados com recomendação médica. Entre eles estão:

  • Meticorten
  • Prednisona

Não tome medicamentos por conta própria, procure um médico e ele vai receitar os medicamentos específicos para os seu problema de saúde, bem como a dosagem correta e o tempo de duração do tratamento. Não interrompa o uso do medicamento sem consultar um médico antes, pois pode não ter tido o efeito completo.

Convivendo/ Prognóstico

Para um paciente conviver bem com a doença, é importante que ele faça um tratamento médico regular. Além disso, é necessário fazer algumas mudanças no estilo de vida e na alimentação, entre elas incluir mais sal na dieta.

 

Essa medida é muito importante principalmente em dias mais quentes quando as pessoas costumam transpirar mais, durante a prática de exercícios físicos ou caso a pessoa tenha problemas gastrointestinais como diarreia crônica.

 

Esses fatores fazem a pessoa perder a quantidade de sal do organismo rapidamente, por isso a necessidade de repor.

Possíveis Complicações

doenca de addison mulher sentada na cama com a cabeca baixa
A Doença de Addison pode provocar outras doenças que podem causar complicações à saúde.

Caso não seja tratada corretamente, a doença de Addison pode causar algumas complicações à saúde, que podem ser bem difíceis de tratar. Alguns exemplos são:

A Doença de Addison tem cura?

A doença não tem cura, mas o paciente pode seguir uma terapia de reposição hormonal e fazer uso dos medicamentos recomendados pelos médicos. A partir disso, as pessoas com a doença podem levar uma vida normal.

Prevenção

Por enquanto, não se conhecem métodos eficazes que possam prevenir a doença. Mas é sempre importante manter alguns hábitos saudáveis como fazer uma dieta saudável, praticar atividades físicas e evitar o estresse.

Conclusão

doenca de addison homem sentado com a mao na cabeca e a outra nas costas sentindo dor nas costas
A doença de Addison pode começar em qualquer idade e afeta igualmente homens e mulheres.

Na doença de Addison, as glândulas adrenais estão hipoativas, o que resulta em uma deficiência na produção de hormônios adrenais, que pode ser provocada por uma reação autoimune, câncer, infecção ou alguma outra doença.

Uma pessoa com doença de Addison sente fraqueza, cansaço e tontura ao se levantar após estar sentada ou deitada e pode apresentar manchas escuras na pele, entre outros sintomas. O tratamento costuma ser com corticoides.

Se você leu o artigo e se identificou com os sintomas acima, é importante consultar um médico, na Cia. da Consulta você pode agendar com médicos de diversas especialidades de forma rápida e prática para cuidar da sua saúde com todo o conforto, rapidez e bem-estar. Repense a sua saúde!

Compartilhe esse artigo e ajude as pessoas a saberem mais sobre a Doença de Addison . Veja também mais textos com dicas de saúde para aumentar a sua qualidade de vida e melhorar a sua saúde, leia aqui:

 

Dores nas pernas. O que pode ser?

Otite: Sintomas, tratamentos e causas

Gases intestinais. O que é, sintomas e como tratar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *