Postado por:

Cuidados com a pele no inverno

Saiba como proteger a sua pele no inverno, período mais frio do ano

Durante o inverno a alteração de temperatura provoca algumas mudanças não só no organismo, mas também algumas que dão para sentir na pele. 

 

A temperatura mais fria e a baixa umidade do ar desse período, fazem com que a transpiração corporal diminua e esses fatores contribuem para deixar a pele mais seca.  

 

Nenhuma parte da pele escapa do ressecamento durante o inverno, tanto a pele do rosto quanto do corpo ficam com um aspecto rígido e esbranquiçado, que ocorre devido a desnaturação das proteínas

 

Algumas outras medidas são muito importantes para manter a saúde da pele no inverno. Seguindo essas dicas, você vai manter a sua pele mais saudável e bonita não só no frio, mas também pode evitar problemas futuros. 

 

Boa leitura! 

O que fazer para manter saudável a pele no inverno. 

 

Alimentação adequada 

cuidados com a pele no inverno legumes e frutas dentro de uma cesta
A alimentação é a principal fonte de cuidados com a pele no inverno.

O seu cardápio diário deve conter legumes, hortaliças e frutas, alimentos que são fontes de vitaminas e minerais que neutralizam os radicais livres, prevenindo o envelhecimento da pele. As frutas ricas em vitamina C, também são excelentes para manter a pele mais bonita, entre elas está o morango, a laranja, a mexerica, o limão e a cereja, entre outras. 

 

Alguns vegetais, como o brócolis, o repolho e a cenoura, são exemplos de alimentos da estação que garantem uma pele mais saudável no inverno.

 

Outro alimento que deve ser adicionado à alimentação durante o inverno é a soja. Ela é rica em uma substância chamada isoflavonas, que evitam o ressecamento e melhoram a elasticidade da pele. 

 

As oleaginosas como castanhas, nozes e amêndoas, que são rica em vitamina E, selênio e outros antioxidantes que são importantes aliados para manter a pele saudável e bonita.  

 

Através da alimentação é possível também fazer a reposição de vitamina D, que tem a absorção facilitada através da exposição ao sol, mas também pode ser adquirida por meio de alimentos derivados do leite como iogurtes e queijos, afirma o dermatologista da Cia. da Consulta que também dá outras dicas para proteger proteger a pele no inverno

Hidratação 

Um outro fator muito importante para manter a pele hidratada e saudável no inverno é a ingestão de líquidos. Tomar água é extremamente importante para a conservação da pele e do organismo que, naturalmente, fica mais debilitado por conta do clima frio. Por isso é importante ficar se hidratando constantemente. 

 

Para pessoas que têm dificuldade para tomar água durante esse período, a dica é tomar chás. Opte pelos de frutas ou de ervas mais claras e divida a quantidade indicada para um dia, sendo dois litros entre água e chás e consuma quente ou frio. 

 

Assim, você fica hidratado e com a pele mais macia e elástica, evitando os ressecamentos dos inverno. 

Procedimentos Dermatológicos para a pele no inverno

cuidados com a pele no inverno mulher fazendo limpeza de pele
O período é ideal para cuidados com a pele como procedimentos dermatológicos.

 

O inverno é a melhor época para realizar alguns tratamentos dermatológicos, já que alguns deles pedem que o paciente não se exponha ao sol e ajudam a deixar a pele mais viçosa e macia. 

 

Entre os procedimentos  dermatológicos indicados para esse período, estão: 

Peelings

O Pelling é um procedimento estético e dermatológico que visa o clareamento e melhora no aspecto da pele. Ele pode ser feito através do uso de ácidos ou de máquinas específicas. . É um dos procedimento que auxilia na renovação celular de forma progressiva, estimulando a regeneração natural dos tecidos. 

 

Aplicação de Ácido Hialurônico

 

O ácido hialurônico é uma poderosa substância que pode ser usada para diferentes formas de tratamentos anti-idade, para hidratação da pele e também para a realização de preenchimento facial. Ele ajuda preenche rugas e sulcos, melhorar o contorno facial, manter a pele hidratada, combater o envelhecimento, dando sustentação e também pode ser utilizado para aumentar o volume dos lábios.

 

O ácido hialurônico pode se usado de diferentes formas: uso tópico, através de dermocosméticos, ou por preenchimento, processo estético feito com profissionais do ramo, como dermatologistas ou cirurgiões plásticos.

Microagulhamento

O Microagulhamento é um procedimento dermatológico feito através de um aparelho composto por diversas agulhas bem pequenas que perfuram as camadas da pele para estimular o colágeno. Ele é um procedimento que deixa a pele com algumas marcas, que somem no decorrer dos dias. 

 

O procedimento pode ser utilizado em diversos tratamentos da pele como cicatrizes de acne, estrias, flacidez, calvície e melasma. É muito importante não se expor ao sol por um período após a realização do tratamento e em temperaturas mais quentes, pode provocar uma espécie de pinicamento na pele e por isso é recomendado que seja feito em períodos mais frios. 

Tratamento a laser 

Quando feito no rosto, este tratamento pode ser indicado para remoção de manchas escuras, rugas, cicatrizes e remoção de pelos, além de ajudar a melhorar o aspecto da pele e diminuir a flacidez. 

 

O laser pode atingir diversas camadas da pele dependendo do objetivo do tratamento e do tipo de laser, proporcionando resultados eficientes ao longo do tempo.

 

Procedimentos de depilação a laser também são mais recomendados para serem feitos durante o inverno. Para realizar esses procedimentos é importante que você procure um médico dermatologista, para fazer uma avaliação da sua pele e recomendar o procedimento mais indicado para você. 

Doenças de pele no Inverno. Como se prevenir? 

Durante o inverno, algumas doenças costumam se manifestar devido ao ressecamento da pele. Entre as doenças estão a dermatite seborreica, a dermatite atópica, a psoríase e a ictiose. Saiba mais sobre elas e como se prevenir. 

Dermatite seborreica

Também chamada de seborreia, é uma descamação que ocorre na pele causada pela desregulação sebácea do organismo. Ela se manifesta principalmente nas regiões com a presença de pelos, como face e couro cabeludo. 

 

Os principais sintomas são produção de oleosidade, descamação e coceira que pode ser intensa na região.

 

A descamação no couro cabeludo pode causar caspa, que varia desde a forma fina até a formação de grandes crostas.  

 

A seborreia pode atingir homens e mulheres e é preciso procurar um dermatologista para tratar o caso com produtos específicos. 

 

cuidados com a pele no inverno mulher na frente do espelho mexendo nos cabelos
A seborreia é umas das doenças de pele que precisa de cuidados no inverno.

Dermatite atópica

Seu principal sintoma é a coceira, que pode começar antes mesmo das lesões cutâneas se manifestarem e pode ocorrer na face, tronco e membros. Na infância, as lesões são avermelhadas e costumam descamar. 

 

Em adolescentes e adultos, as lesões se manifestam principalmente nas áreas de dobras da pele, como a região posterior dos joelhos, pescoço e dobras dos braços. A pele destes locais torna-se mais grossa, áspera e escurecida.

 

Pessoas que tem esse tipo de Dermatite também podem apresentar asma ou rinite alérgica. Também é importante procurar um médico ao sentir os primeiros sintomas se manifestarem. 

Psoríase

Essa doença de pele costuma ser relativamente comum, mas é crônica e pode ser contagiosa e atinge homens e mulheres, principalmente na faixa etária entre os 20 e 40 anos. 

 

A Psoríase pode atingir algumas partes do corpo e provocar sintomas, como:

 

Na pele: geralmente ocorrem descamação, descascamento, espessura, irritação, manchas, pequena saliência, secura ou vermelhidão, sensação de ferroada; 

 

Nas articulações:nessas partes pode ocorrer rigidez ou sensibilidade e também dores intensas; 

 

Também são comuns outros sintomas como: coceira, dedos das mãos ou dos pés inflamados, depressão, desprendimento da unha do leito ungueal, fadiga, lesão, manchas avermelhadas sob as unhas ocasionadas por sangramento, pequenas depressões nas unhas, placa ou tendões inflamados e dores nas costas. 

 

 A psoríase costuma estar relacionada a problemas emocionais, visto que eles atuam como fatores desencadeantes de uma predisposição genética para a doença. 

 

A real causa da psoríase ainda é desconhecida, por isso é importante que ao notar os principais sintomas citados acima, um médico seja consultado para dar o diagnóstico correto. 

cuidados com a pele no inverno medico examinando braco do paciente com uma lupa
Ao notar sinais diferentes na pele, procure um dermatologista para os cuidados.

Ictiose vulgar

A ictiose vulgar é uma condição dermatológica que pode deixar a  pele extremamente seca. Trata-se de uma doença hereditária, transmitida geneticamente dos pais para os filhos. Essa doença surge geralmente no primeiro ano de vida da criança. 

 

Os sintomas podem ser apenas ressecamento da pele e descamação que pode ser leve ou intensa e de aspecto geométrico, mas o quadro clínico também é extremamente variável. Os sintomas da Ictiose vulgar costumam piorar em climas secos e com a temperatura mais fria. 

 

Quando surgem nas formas mais leves, essas manifestações costumam aparecer somente na infância tardia ou na vida adulta, provocando descamação fina da pele. 

 

Já nos casos mais graves, a doença costuma se manifestar na primeira infância com intensa descamação da pele, couro cabeludo, palmas das mãos e plantas dos pés. Pode também surgir um prurido intenso. Comumente essa doença pode ser associada a alergias de contato. 

 

A Ictiose vulgar tende a regredir ou ter seus sintomas reduzidos com o passar dos anos. Mas é muito importante procurar um médico para que a pele não sofra com as agressões provocadas pelo tempo frio. 

 

Agende aqui uma consulta de forma fácil e rápida com um dermatologista. 

Dicas para manter hidratada a pele no inverno

cuidados com a pele no inverno homem em frente ao espelho lavando o rosto
A hidratação deve ser reforçada nos cuidados com a pele no inverno.

Tanto homens como mulheres podem ter a pele atingida pelo ressecamento no período do inverno. Por isso, algumas dicas são de extrema importância para cuidar da pele durante o frio, como:

 

  • Tomar no mínimo dois litros de água por dia para manter o corpo hidratado;
  • Evitar tomar banhos muito quentes e demorados; 
  • Evitar se ensaboar demais e usar buchas, essa prática pode alterar a composição do  manto hidrolipídico (hidratante natural produzido pelo organismo para proteger a pele. 
  • Usar hidratante logo após sair do banho, ainda no banheiro, o vapor pós banho ajuda na penetração do creme; 
  • Quem tem pele oleosa e acneica deve evitar hidratante comum no rosto e usar produtos oil Free nas áreas onde há maior concentração de oleosidade (rosto e tórax). 
  • Os lábios são uma parte do corpo que costumam ressecar bastante no inverno. É importante usar hidratantes específicos para essa região para evitar os lábios rachados
  • Mesmo no frio você deve usar protetor solar diariamente para proteger a pele da ação dos raios ultravioletas do sol.  

Conclusão 

cuidados com a pele no inverno mulher de perfil olhando para frente
A pele do rosto precisa de cuidados especiais, principalmente as mais oleosas.

A pele é o maior órgão do corpo humano e sofre agressões diárias decorrentes de poluição, cuidados incorretos, estresse, tabagismo, má alimentação e envelhecimento natural. 

 

Com as mudanças de estações ela também sente as agressões e pode ficar mais ressecada ou mais oleosa, desenvolver doenças da época e sofrer um envelhecimento precoce,  por isso precisa ser cuidada diariamente para manter a pele saudável diante das mudanças de temperatura. 

 

Se você leu o artigo e quer saber melhor como cuidar da sua pele, procure um dermatologista. Na Cia. da Consulta você pode agendar  de forma rápida e prática para cuidar da sua pele e fazer procedimentos dermatológicos com todo o conforto, rapidez e bem-estar. Repense a sua saúde!

Compartilhe esse artigo e ajude as pessoas a saberem mais sobre como cuidar da pele no inverno. Veja também mais textos com dicas de saúde e cuidados para melhorar a sua qualidade de vida, leia aqui:

 

Rinoplastia. Cirurgia, pós-operatório e contra indicações

Catarata. Sintomas, diagnósticos, tratamento e cirurgias

Otite: Sintomas, tratamentos e causas