Carregando
Carregando conteúdo
[contact-form-7 404 "Not Found"]

Bioimpedância – Tudo o que você precisa saber

Data

18 ● dezembro ● 2018
Guia para Alimentação

Bioimpedância – Tudo o que você precisa saber
4.5 (90%) 2 votes

Saiba tudo sobre o exame de bioimpedância, que mostra a sua composição corporal

 

Se você está entrando em um programa de emagrecimento ou de ganho de massa muscular e precisa saber a composição atual do peso do seu corpo, a bioimpedância é o exame ideal para mostrar isso. E você pode se perguntar, será que é importante fazer esse exame?

 

Aqui você vai entender que sim, pois a partir da bioimpedância você vai saber qual a quantidade de massa magra, de gordura e de água que o seu corpo está apresentando, como está o seu peso corpóreo e quais quantidades específicas o seu corpo precisa ter para manter a composição ideal.

 

A bioimpedância não mostra doenças ou fatores graves que o corpo possa apresentar, ela é um complemento de tratamento que mostra a composição precisa do seu corpo, por isso é muito comum ser realizado por atletas e esportistas que necessitam desses dados.

 

Saiba mais sobre o exame de bioimpedância, para o que serve, o que mostra quem pode fazer.

Boa leitura!

 

O que é o exame de bioimpedância?

É um exame que tem a finalidade de analisar a composição corporal de uma pessoa. Através do exame de bioimpedância, pode- se saber o percentual do que está compondo o peso corpóreo, ou seja, ele mostra a quantidade de massa magra, quantidade de água corporal e a quantidade de gordura contida no corpo. A partir disso é possível fazer o cálculo do valor correspondente ao IMC (Índice de massa corpórea).


O exame de bioimpedância calcula a composição da estrutura corporal

 

Esse exame pode ser realizado em clínicas médicas principalmente por nutricionistas e endocrinologista e também em academias e clínicas de estética.

Este tipo de exame se faz em balanças especiais, como Tanita ou Omron, que têm placas de metal que conduzem um tipo fraco de corrente elétrica que atravessa todo o corpo.

Por isso, além do peso atual, estas balanças também mostram a quantidade de músculo, gordura, água e até as calorias que o corpo queima ao longo do dia, de acordo com sexo, idade, altura e intensidade da atividade da física, que são dados introduzidos na balança.

Por que fazer o exame de bioimpedância?

O exame de bioimpedância é recomendado para pessoas que querem ter um conhecimento mais específico da estrutura do corpo, seja por estarem fazendo dietas de emagrecimento ou ganho de peso ou para outras finalidades como esportivas e de prevenção da obesidade e cuidados com a saúde.

 

Quem está fazendo programas de atividades físicas e reeducação alimentar, pode ter a partir dos resultados do exame de bioimpedância um melhor suporte, assim, os resultados se seguidos corretamente tem muito mais sucesso e as mudanças corporais acontecem e podem ser notadas com embasamento nutricional a partir dos resultados.

Como funciona o exame de bioimpedância?

O exame de bioimpedância é um exame simples e existe de diversas formas, tanto através da aplicação de uma pequena corrente elétrica pelo corpo como apenas ao subir em uma balança e segurar um condutor elétrico.

A bioimpedância deve ser feita por um profissional especializado

 

Os aparelhos que fazem a biompedância através de placas de metal, conseguem avaliar a porcentagem de gordura, músculo, ossos e água do corpo através de uma corrente elétrica passa por ele através do contato das placas de metal com os órgãos do corpo.

 

Essa corrente viaja facilmente pela água e, por isso, tecidos muito hidratados, como os músculos, permitem a passar dela de forma rápida. Já a gordura e os ossos como possuem pouca água, tem maior dificuldade para a passagem da corrente.

Já as balanças que fazem a bioimpedância, são mais simples. Para saber a composição do corpo através delas, basta subir descalço, e sem meias, numa Tanita, por exemplo, ou segurar, nas mãos, as placas de metal de um outro tipo de aparelho menor.

 

A diferença maior entre os dois métodos de bioimpedância é que a balança mostra os resultados mais precisos para a composição da metade inferior do corpo, enquanto no aparelho, que se segura nas mãos, o resultado refere-se à composição do tronco, braços e cabeça.

O resultado de impedância obtido possibilita o cálculo de volume exato de água no organismo, sendo assim computadas com exatidão a quantidade de massa magra e gorda contida no corpo. É importante ressaltar que quanto maior for o percentual de gordura do indivíduo, maior a complicação para a corrente elétrica atravessar o corpo.

Como é o aparelho que faz a bioimpedância?

O bioimpedanciômetro octapolar tem se destacado entre as tecnologias do ramo. Ele conta com 8 eletrodos e a medição pode ser feita com a pessoa em pé, o que possibilita a identificação sobre resistência e reactância de todo o corpo.

Há também balanças com visores digitais, as quais possibilitam a medição detalhada dos componentes do corpo, porém, afirma-se ser menos precisa que o exame de bioimpedância com alto suporte tecnológico.

A partir do exame de bioimpedância você pode conferir a necessidade do seu corpo.

 

Veja abaixo as informações detalhadas que pode-se obter através da realização do exame de bioimpedância:

– Peso corpóreo;
– IMC (Índice de massa corpórea);
– Massa muscular esquelética;
– Massa de gordura corporal;
– Massa livre de gordura;
– Percentual de gordura corpórea;
– Água corporal total;
– Taxa de metabolismo basal;
– Relação de cintura-quadril;
– Controle de gordura;
– Controle de músculos;
– Análise segmentada de massa magra (quatro membros e tronco);
– Impedância de cada segmento.

Devo fazer o exame?

Se você está buscando uma mudança no corpo através de práticas saudáveis, é interessante conhecer seu corpo de maneira completa e verificar quais mudanças poderiam ocasionar uma melhor qualidade de vida..

Se você se enquadra entre as pessoas que têm obesidade, sobrepeso ou fatores semelhantes, o exame de bioimpedância pode proporcionar que o seu médico possa acompanhar seu caso de uma forma diferenciada, assim oferecendo um melhor suporte.

Atletas também costumam realizar esse exame para ajudar no condicionamento físico, mas se não é atleta e só deseja emagrecer ou obter massa muscular de forma saudável, conhecer melhor seu corpo, ele também pode contribuir para que você aprimore sua performance nas atividades, obtendo assim mais saúde.

 

Quem não pode fazer o exame de bioimpedância?

O exame de bioimpedância aparentemente não oferece qualquer risco, mas para evitar reações ou complicações, não deve ser feito por paciente que usam marca-passo ou quaisquer aparelhos eletrônicos semelhantes no corpo. Pessoas com pinos, placas metálicas e gestantes também devem se manter evitar fazer o exame.

 

Como é o exame?

A bioimpedância ajuda a emagrecer de forma saudável e direcionada.

 

  • Você não deve realizar exercícios físicos e não consumir bebidas alcoólicas, doces e bebidas com cafeína na composição por cerca de 48 a 24 horas antes do exame;
  • Não frequentar saunas nas 12 horas que antecedem o exame;
  • Manter-se em jejum durante as 4 horas anteriores;
  • Urinar 30 minutos antes do procedimento;
  • Retirar todos os objetos metálicos do corpo, como joias, aneis, pulseiras, relógios e afins;
  • É necessário que você se mantenha em repouso por cerca de 5 a 10 minutos.

 

O que significa o resultado?

Além do peso e do Índice de Massa Corporal (IMC), os diferentes valores oferecidos pelos aparelhos, ou balanças, de bioimpedância são:

1. Massa gorda

A quantidade pode ser dada em % ou em Kg, dependendo do tipo de aparelho. Os valores recomendados de massa gorda variam de acordo com o sexo e a idade.

Quando o valor da massa gorda está acima do normal, significa que se tem muita gordura acumulada no corpo, o que aumenta o risco de várias doenças, como obesidade ou diabetes.

 

2. Massa magra

O valor de massa magra é mostrado em Kg e indica a quantidade de músculo e água no organismo, sendo que algumas balanças e aparelhos mais modernos já fazem a diferença entre os dois valores.

Semelhante à massa gorda, a massa magra também deve estar no intervalo de valores definidos como normais. Alguns atletas geralmente apresentam valores superiores devido aos treinos frequentes para a construção de músculo.

Já pessoas sedentárias ou que não fazem musculação na academia, normalmente apresentam um valor inferior. A massa magra  é mais utilizada para avaliar os resultados de um plano de treino, por exemplo, pois permite avaliar se está ganhando músculo com o tipo de exercício e alimentação que está fazendo.

 

3. Massa muscular

É esperado que a massa muscular aumente ao longo das avaliações de bioimpedância, pois quanto maior for a quantidade de músculo, maior será a quantidade de calorias gastas por dia, o que permite eliminar mais facilmente o excesso de gordura do corpo e prevenir o surgimento de doenças cardiovasculares.

Essa informação pode ser dada em quilos de músculo ou porcentagem. A quantidade de massa muscular mostra apenas o peso dos músculos dentro da massa magra, sem contar com a água e outros tecidos corporais, por exemplo.

Os músculos lisos de alguns órgãos, como o estômago ou o intestino, assim como o músculo cardíaco, também fazem parte desse tipo de massa.

4. Hidratação

Os valores de referência para a quantidade de água em homens e mulheres são diferente e estão descritos abaixo:

  • Mulher: 45% a 60%;
  • Homem: 50% a 65%.

Este valor mostra se o organismo está bem hidratado, garantindo a saúde dos músculos, evita câimbras, rupturas e lesões, atingindo uma melhora progressiva na performance e nos resultados do treino.

Assim, quando o valor é inferior ao intervalo de referência é necessário aumentar a ingestão de água por dia, para cerca de 2 litros, para evitar de ficar desidratado.


A Bioimpedância ajuda a mostrar a composição de gordura.

 

5. Densidade óssea

O valor de densidade óssea, ou peso ósseo, deve permanecer constante ao longo do tempo para garantir que os ossos saudáveis e acompanhar a evolução da densidade óssea.

Isso também se torna importante para avaliar os benefícios para a saúde dos idosos ou pessoas com osteopenia ou osteoporose, por exemplo, já que a prática regular de exercício físico permite fortalecer os ossos e, muitas vezes, tratar a perda de densidade óssea.

Praticantes de atividades físicas devem avaliar constantemente o resultado de seus exames.

 

6. Gordura Visceral

A gordura visceral é a quantidade de gordura que está armazenada na região abdominal, em redor dos órgãos vitais, como coração. O valor para isso pode variar entre 1 e 59, sendo dividido em dois grupos:

  • Saudável: 1 a 12;
  • Prejudicial:  13 a 59.

Embora a presença de gordura visceral ajude a proteger os órgãos, o excesso de gordura é prejudicial e pode provocar várias doenças, como pressão alta, diabetes e, até, insuficiência cardíaca.

7 . Taxa de metabolismo basal

Significa a quantidade de calorias que o corpo gasta para funcionar, e esse número é calculado a  partir da idade, sexo e atividade física do paciente.

Conhecer este valor é muito importante para pessoas que estão fazendo dieta saberem quanto tem que comer a menos para emagrecer  ou quantas calorias a mais devem ser ingeridas para engordar.

 

Além disso tudo, os aparelhos também podem mostrar a idade metabólica que representa a idade para a qual a taxa de metabolismo atual é recomendada e deve ser sempre igual ou inferior à idade atual para que seja um resultado positivo de uma pessoa saudável.

 

Para aumentar a taxa de metabolismo deve-se aumentar a quantidade de massa magra e isso reduz consequentemente a massa gorda, pois o músculo é um tecido ativo e gasta mais calorias que a gordura, contribuindo para o aumento da queima de calorias provenientes da dieta ou da gordura corporal armazenada.

 

Como garantir resultados exatos

Consultar um nutricionista faz toda a diferença na hora de fazer um plano alimentar e a bioimpedância.

 

Para que o exame indique os valores corretos de massa gorda e magra é preciso garantir algumas condições, como:

  • Evitar comer, beber café ou fazer exercício físico nas 4 horas anteriores;
  • Beber 2 a 4 copos de água 2 horas antes do exame.
  • Não ingerir bebidas alcoólicas nas 24 horas anteriores;
  • Não passar creme nos pés ou nas mãos.

Além disso, vista peças leves e pequenas no momento do exame para ajudar a certificar que os resultados são os mais exatos possíveis.

É importante fazer uma preparação, pois se não houver hidratação adequada, o corpo tem menos água para a corrente elétrica percorrer e, por isso, o valor de massa gorda poderá ser maior do que o real.

Quando há retenção de líquidos, é importante fazer exame o mais cedo possível, e informar ao técnico, pois o excesso de água no corpo poderá levar a um aumento da quantidade de massa magra, que também não reflete a realidade.

 

Dicas para realizar bioimpedância

  • Faça o exame de bioimpedância conforme orientação do seu médico ou nutricionista, assim você poderá ter um controle sobre suas mudanças corporais e avaliará sua evolução;
  • Guarde todos os resultados e compare-os;
  • Compartilhe os resultados obtidos com o seu educador físico, assim ele poderá criar um planejamento de atividades condizente com o seu perfil e objetivo;
  • Hidrate seu corpo antes do procedimento, pois corpos desidratados demonstram menos massa magra, logo, aparentam maior volume de gordura, se comparado aos corpos hidratados;
  • Consuma no mínimo, 2 litros de água no dia anterior ao procedimento;
  • Não é permitido consumir bebidas alcóolicas e que contenham cafeína em sua composição durante as últimas 12 horas que antecedem o exame;
  • Evite realizar atividades físicas dentro das 10 horas que antecedem o exame de impedância;
  • Não tome remédios e alimentos diuréticos no dia anterior, isso pode reduzir o percentual de água que conduzirá a eletricidade durante o exame.

 

Conclusão

 

A bioimpedância é um exame que analisa a composição corporal, indicando a quantidade aproximada de músculo, osso e gordura. Esse exame é muito utilizado em academias e complemento em consultas de nutrição para avaliar os resultados do plano de treino ou da dieta, por exemplo, e pode ser realizado a cada 3 ou 6 meses para se comparar resultados e verificar alguma evolução da composição corporal.

Este tipo de exame se faz em balanças especiais, como Tanita ou Omron, que têm placas de metal que conduzem um tipo fraco de corrente elétrica que atravessa todo o corpo.

Por isso, além do peso atual, estas balanças também mostram a quantidade de músculo, gordura, água e até as calorias que o corpo queima ao longo do dia, de acordo com sexo, idade, altura e intensidade da atividade da física, que são dados introduzidos na balança.

 

Faça o seu exame de bioimpedância na Cia da Consulta. É rápido, prático, barato e funciona. Você também pode marcar a sua consulta com um nutricionista e cuidar da sua saúde com todo o conforto, qualidade e bem-estar.

 

Compartilhe esse artigo e ajude mais pessoas a saberem o que é o exame de bioimpedância. Conheça também mais textos com dicas para aumentar a sua qualidade de vida e melhorar a sua saúde.